Curtido o tempo curto que tenho, em plenas vésperas de carnaval, lançamos a segunda palavra do tratado irracional.

A pedidos de Luma, do Luz de Luma, cada palavra nova será destacada em um texto especial. As regras serão repetidas para que as camaradagens que
ainda tem paciência de chegar até aqui saibam participar melhor.

Em véspera de carnaval o chefito frenkeliano pediu que as máscaras fossem retiradas só pra contrariar. Assim, a palavra da vez é “Berço”, não o objeto, mas a sina, a marca de nosso nascimento, de onde viemos, e o que somos em relação ao que fomos quando nascemos. Em resumo, como disse meu maldito editor (apelido dado pel’A Sacerdotisa à época do Reação), “diz-me quem és, não de onde vieste.”

A regra do jogo é simples. Só pedimos que comentem, postem em seus blogs ou mandem qualquer arte ou artigo livre associado à palavra Berço.

Exemplo:

Pra mim, quando ouço/leio Berço automaticamente penso em São Paulo, e de como essa cidade me representa tão bem apesar de me considerar cosmopolita. Logo, escrevi:

Berço-cidade de ratos luxuosos.”

Pode ser em forma de frases como a minha, artigo, poesia, crônica (Jens), artes plásticas (Beti Timm), cartún (Bruno Venâncio) ou até música. Você decide e manda se quiser e nós postaremos no corpo do blogue. Se preferir postar algo relacionado a Berço em seu próprio blogue, só nos avise para linkarmos aqui.

As frases serão postadas no sidebar direito aqui de casa. Por hora, acompanhem Marisinha e Beti Timm, que já mandaram suas partes do tratado.

Até a próxima, Jiló

Texto: As Regras do Jogo

_________________________________________________

Palavra da Vez Passada: Acaso
Frases:

Marcelo Carvalho:

“destino, amor, universo, misticismo, amigos, vida ”
____________________________________________
Marcelo Carota:

pedra preciosa.
“vou comprar um anel cravejado de acaso pra minha namorada”…
___________________________________________
Sandra Camurça
que tal : “se acaso me quiseres sou dessas mulheres que só dizem sim…” rsrsrs… (a risada tinha que ficar, digo o Jiló).
___________________________________________
Mama Árvore Pequena (a Criadora do Criador)
Por si acaso, no me olvides: mas não posso me esquecer que a palavra foi colocada em português:
Acaso você me conhece?
___________________________________________
Lu Cordeiro
Prefiro ter um caso com o acaso do que flertar com a inconsistência.
___________________________________________
Milla
Se avexe não… Amanhã pode acontecer tudo, inclusive nada. A lagarta rasteja até o dia em que cria asas. Se avexe não… Que a burrinha da felicidade nunca se atrasa, amanhã ela pára na porta da tua casa…
___________________________________________
Stanis Fialho
Ah… Caso só se for por acaso, se levar em conta o meu caso!

Anúncios