Oba, oba, chegar chegando, sentar sentando, ler lendo, todos bem vindos a mais uma vez do Suma Irracional.

A palavra da vez é Foco, mais uma camaleônica, mas que para nós tem todos os sentidos específicos a ela dados. Os textos da quinzena são só do chefonte frenkeliano, e por problemas pessoais (soluções, diria Timm), nossa artista não pôde ilustrar os textos da vez. Quem quiser participar, comente aqui mesmo o que associa livremente à palavra foco (leia As Regras do Jogo), ou envie-nos um email a mandepragente@sumairracional.com.br .

Há vezes que focamos uma imagem, mas desfocados internamente, o foco se distancia da realidade, como no poema A Fuga do Idiota.

Outras, em que o foco determina o benefício de bons resultados, que em si não geram bons resultados, necessariamente, como exemplificado em Só Não Vale Comprar como Americano.

Há palavras que só se definem dependendo do foco, como detalhado em Amor em Foco.

Quando os jovens decidem que uma ferramenta eletrônica melhor foca seus focos, migram, como dito na segunda parte do texto My Facebook Friends.

Em negociações, o fogo de cada jogador contribui à totalidade da imagem, como no textoIsrael v Palestina:  Coitado é filho de rato que nasce pelado no meio do mato cheio de gato.

Finalmente, mais um texto de minha série O que Faz Jiló Pular, focando toda minha fúria contra a mídia.

É isso aí, cheguem chegando, usem usando, participem participando, e chega de oba-oba.

Até a próxima,

Jiló

________________________

Brincaram de Erro:

Luz de Luma, em seu blog:

http://luzdeluma.blogspot.com/2011/05/ponto-de-vista.html

____________________________

Glorinha, no corpo do Suma, e sua casa, aqui:

http://cafecomglorinha.blogspot.com

Anúncios